Não sabe por onde começar no marketing de saúde? Veja os primeiros passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Você é um profissional da saúde e quer tornar o seu consultório ou clínica mais conhecido no ambiente digital? Então leia esse artigo até o final.

Hoje nós vamos ensinar os primeiros passos para você, profissional da saúde, criar um marketing eficiente e gerar autoridade na sua área, o que vai potencializar o faturamento do seu consultório ou clínica e inserir você em um novo patamar profissional

A cada dia os profissionais que alcançam mais pacientes são os que se comunicam melhor com o seu público. Tendo em vista que o marketing digital consegue converter um número maior de pacientes para o seu consultório, será possível agregar valor e ser relevante no concorrido mercado da área da saúde.

A jornada de um negócio sem marketing e com marketing é como uma viagem para os Estados Unidos partindo do Brasil, mas com locomoções diferentes. Sem o marketing é como se você fosse a pé até os EUA, o caminho é longo, cansativo e é bem provável que você nunca chegue ou leve muito tempo para chegar!

Já a jornada com marketing é como uma viagem de carro até lá: não vai ser fácil, porém você vai apenas precisar saber conduzir o carro para chegar até o seu destino e, em contrapartida, você será poupado de um esforço enorme que teria que fomentar caso você decidisse fazer a jornada a pé.

Antes de iniciarmos o nosso passo a passo é importante que você, profissional da saúde, tenha ciência de um termo: persona! A persona é o seu paciente ideal, e é ele quem você almeja. É muito importante que você defina o gênero, faixa etária, perfil social e localização desse avatar. Tão importante quanto identificar as últimas características citadas do avatar é entender os medos dele, esses medos você descobre conversando com o seu paciente e fazendo perguntas como por exemplo: 

Qual a situação ou desafio que te causa mais medo?

Essas são informações valiosas e, tendo essas respostas, você pode ajudar muito mais o seu paciente e também definir o perfil do seu avatar, o que possibilita atingir um número muito maior de pessoas que possuem os mesmos medos.

Outros termos muito importantes são o nicho e o sub nicho. O nicho é a sua área de atuação, como por exemplo você é da  pediatria, cardiologia, nutrição ou fonoaudiologia? Enquanto o sub nicho é uma especialidade dentro da sua área de atuação. Por exemplo, você é um endocrinologista e se especializou em tireoide. 

Quando você escolhe um sub nicho e se especializa nele, o foco expande e você se torna autoridade em uma especialidade que pouquíssimos profissionais da sua área possuem, o que pode te tornar muito mais requisitado. Definindo um subnicho e fazendo uso das ferramentas do marketing digital, você pode atingir muito mais rápido os seus objetivos profissionais. 

Outro conceito que você precisa ter conhecimento é o marketing de esperança. Esse é o marketing mais realizado pelas agências que prestam esse serviço. Ele é basicamente baseado em publicações patrocinadas nas redes sociais, porém o seu poder de efetividade é muito limitado, isso porque ele não gera confiança no potencial cliente. 

Quando decidimos por um profissional específico da área da saúde estamos entregando a nossa vida a ele. Logo, como é possível o paciente confiar em um profissional que ele nunca ouviu falar? Como ele vai dar credibilidade para alguém que ele nunca leu ou assistiu qualquer conteúdo produzido pelo marketing desse profissional, a não ser um post patrocinado no Instagram? Portanto o marketing de esperança é uma ação aleatória lançada nas redes sociais, onde os seus criadores torcem para que ele atraia alguém e, além de ser gasto uma quantia razoável nesse tipo de marketing, não gera resultados. 

O ideal, então, é que você publique uma campanha com vídeos onde você apareça falando sobre os mais variados temas da sua área, ou com conteúdo estático com texto para as suas mídias sociais.

Agora vamos ao passo a passo para o marketing da área da saúde.

1 Instagram e Facebook profissional:

É importante que o seu consultório ou clínica tenha perfis profissionais no Instagram e no Facebook, onde terão conteúdos que irão agregar valor ao seu negócio. No seu perfil profissional das redes sociais é importante ter contato, endereço e o site do seu consultório. Tudo isso é necessário para diferenciar o seu perfil profissional do perfil pessoal, até porque em um perfil pessoal você não consegue fazer impulsionamento de conteúdo. É importante ter uma atenção e um cuidado com os posts, a linguagem precisa ser simples, tão simples que seria possível a compreensão para uma criança de onze anos. Diante disso, é bom evitar termos técnicos da medicina para que a comunicação com os seus pacientes seja direta, clara e efetiva. 

2 Página no Google My Business:

Você precisa estar presente no Google My Business! É muito importante para o paciente te encontrar no Google e avaliar o seu serviço. Hoje, quando não temos informação sobre um determinado profissional da saúde, buscamos no google informações sobre o mesmo, o que ajuda o cliente no seu processo de decisão.

3 Site profissional

Tão relevante quanto estar presente nas redes sociais e no Google é ter um site profissional. Mesmo que você ainda não tenha um consultório, é de extrema importância ter um site, porque, além de demonstrar profissionalismo, gera confiança no paciente e você poderá oferecer informações mais detalhadas sobre o seu currículo profissional e acadêmico, além de telefones e e-mails para contato.

Você, profissional da saúde, tem um vasto conhecimento sobre a sua área e especialidade! E tem muito para contribuir nas mídias sociais com informação, conteúdo e credibilidade. O que você está esperando para começar a trabalhar o seu marketing? Você pode ter certeza que com um trabalho consistente e focado os resultados não demoraram a surgir, e isso se converterá em muitos mais pacientes  no seu consultório ou clínica.

Se essa matéria fez você deseja alavancar seu consultório fale com um dos nossos consultores: vsaude.com.br/#faleconosco

Deixar uma resposta

Conteúdos relacionados

Hoje você vai receber dicas para realizar aquela parte do atendimento que é tão esquecida porém muito importante, o pós-atendimento.

Você sabe porque o pós-atendimento é tão importante e por que você deve se preocupar com ele? Por uma razão muito simples: é ele quem vai fidelizar o seu paciente e hoje você vai aprender aqui como realizar um pós-atendimento de excelência com ferramentas digitais. O pós-atendimento é muito importante para o seu consultório porque ele permite que você mantenha e fidelize os seus pacientes, e é muito mais fácil manter os pacientes que você já tem que prospectar novos. 

Por isso, o foco na manutenção da sua base de pacientes é tão essencial e com as próximas dicas você não vai precisar gastar muito do seu tempo, de repente a sua secretária pode ficar encarregada de gerar o pós-atendimento para você e para o seu paciente. Você pode usar ferramentas como WhatsApp e Google My Business, mas você também pode fazer uso de plataformas automatizadas, que vão demandar um investimento mais alto, porém, podem gerar um grande retorno para o seu consultório. Leia esse artigo até o fim e saiba como fazer um pós-atendimento de excelência!

Dica 1: Feedback 

Após o término da consulta você vai solicitar para a sua secretária o envio de uma pesquisa de satisfação pelo WhatsApp, para receber um feedback do seu paciente em relação ao atendimento da consulta. O seu paciente perceberá que você se importa com ele e com o feedback dele você terá em mãos informações valiosas, que serão fundamentais para você aperfeiçoar o seu atendimento. É importante que no WhatsApp do seu consultório tenha a sua foto no perfil, já que as pessoas preferem se relacionar com pessoas do que com marcas.

Dica 2: Avaliação 

Com a sua presença no Google My Business será possível enviar o link para o seu paciente te avaliar e quanto melhor for o seu atendimento, melhor será sua nota na gigante de buscas, o que fará com que você seja bem ranqueado no Google e apareça para mais pessoas de outros lugares, como referência na sua área da saúde.

Dica 3: Mantenha o seu paciente informado

Manter o seu paciente informado sobre o seu consultório é fundamental, e para isso você pode usar a lista de transmissão do WhatsApp. Essa funcionalidade permite enviar um grande número de mensagens para os seus pacientes, logo é possível mantê-los informados sobre as novidades do seu consultório. De repente, de dez em dez dias o seu consultório pode está enviando mensagens informando-os sobre os novos tratamentos disponíveis, dicas de saúde e informações relevantes relacionadas a área da saúde.

Dica 4: Mensagem personalizada

Quando o seu paciente fizer aniversário não se esqueça de parabenizar ele ou ela, tenha essas informações armazenadas na nuvem e elabore uma mensagem personalizada, ou, encarregue a sua secretária para escrever essa mensagem. Isso vai contribuir ainda mais para essa fidelização tão importante para o pós-atendimento.

Dica 5:  E-mail 

Assim como a lista de transmissão do WhatsApp você pode está usando o e-mail para fidelizar o seu paciente no pós-atendimento. Existe um pessimismo em relação aos e-mails, mas é importante que você esteja lá para manter o relacionamento com o paciente, isso porque muitas pessoas têm o hábito de entrar diariamente no e-mail logo pela manhã para checar a caixa de entrada. Hoje há plataformas que permitem enviar um e-mail para várias pessoas de uma vez só, o que permite otimizar trabalho e esforço.

Dica 6: Aplicativo próprio
De todas as dicas talvez essa seja a que demande o investimento mais alto, entretanto, ao possuir um aplicativo que permita está em contato constante com o seu paciente, o pós-atendimento vai acontecer com um nível alto de excelência. Um exemplo de plataforma automatizada é a tecnologia da VSaúde, onde o aplicativo permite envio de push notifications para o celular do paciente, além de emissão de receitas, exames e uma série de outras funcionalidades que com certeza vão agregar muito no seu consultório ou clínica.

É importante lembrar que os aplicativos na área da saúde vão de encontro às profundas mudanças vividas pelo setor da saúde nos últimos anos, um artigo do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) intitulado “As tecnologias da informação podem revolucionar o cuidado com a Saúde?”  lembra que a medicina de precisão, personalizada para cada paciente em função de seu perfil genético, estilo de vida e indicadores de saúde, é uma das tendências tecnológicas possibilitadas pela enorme disponibilidade de dados sobre pacientes e doenças. Tecnologias que mais do que nunca são indispensáveis no pós-atendimentos que você realiza no seu consultório.

Bom, por hoje é só! O pós-atendimento é construído aos poucos com foco, constância e paciência. Até a próxima!!

O pré-atendimento é uma parte fundamental do processo de atendimento e aqui vão seis passos fundamentais para você implementá-lo com excelência.

 

Você sabia que o atendimento de um consultório ou clínica vai além da consulta? Em mais um conteúdo do nosso blog, hoje nós vamos falar dos seis passos para você, médico e profissional da saúde, realizar um pré-atendimento de excelência no seu consultório ou clínica! O pocesso de atendimento é composto por três etapas, são elas: pré-atendimento, atendimento e o pós-atendimento! Qualquer problema em uma dessas etapas prejudica todo o processo de atendimento.

Por isso aqui vão os 6 passos para você construir um atendimento de excelência no seu consultório, que vai fidelizar os seus pacientes  e com certeza contribuir para que você atinja um novo patamar na área da saúde! Vamos lá!!

O primeiro passo para fomentar um pré-atendimento de excelência no seu consultório é estar presente no Google, inclusive, essa presença no Google já foi abordada anteriormente aqui, neste artigo “Os primeiros passos no marketing para profissionais da saúde”! E para começar um bom pré-atendiemnto é importante possuir um Google My Business e um site indexado na plataforma de busca para você ser mapeado, além disso, nos seus perfis profissionais é de extrema relevância para o seu paciente que as bios descrevam quem você é, qual a sua especialidade, contato e endereço. 

No segundo passo para construir o seu pré-atendimento está a facilidade para agendar consultas!! Muitos médicos e profissionais da saúde optam cada vez mais por aplicativos e sites para promoverem um pré-atendimento de excelência com agendamento de consultas, o que com certeza impacta a percepção que o paciente possui do médico ou profissional da saúde. E mais do que isso, com essas novas ferramentas na área da saúde, você vai aprimorar o atendimento dos seus pacientes e construir definitivamente um pré-atendimento de excelência. 

O terceiro passo é a localização do seu consultório, é importante que ele seja de fácil acesso e que não seja um transtorno para o paciente chegar nele, além disso é muito importante que o seu consultório possua um estacionamento, seja rotativo ou convencional, isso porque o simples fato do seu paciente poder estacionar o carro tranquilamente na hora de ir a consulta, já influencia na percepção que ele tem do seu consultório ou clínica.

Você já foi a um lugar fazer uso de um serviço específico ou comprar algo e se deparou com um ambiente ruim e desconfortável? É horrível né? Por isso o nosso quarto passo é o ambiente do seu consultório! O seu consultório pode passar uma imagem negativa para o seu paciente se ele não for agradável. E uma imagem negativa do espaço do seu consultório pode impactar a forma como o paciente enxerga o serviço que é prestado, ainda que o serviço ofertado seja de excelência! Cuide da estética do ambiente em que você recebe os pacientes, ofereça café, água, Wi-Fi e ar condicionado.

Quinto passo é a forma como o funcionário do seu consultório recebe os pacientes e ele tem um impacto tremendo na sua relação com eles, por isso é sempre muito importante que os seus funcionários prestem o melhor atendimento possível! A forma como ele atende gera um impacto real na percepção acerca do seu consultório, por isso os funcionários precisam estar alinhados com o propósito do seu consultório, porque só assim será possível fazer um pré-atendimento de excelência. 

É importante que o funcionário saiba o nome do seu paciente, isso porque isso gera empatia e proximidade, talvez em uma clínica maior seja um pouco mais desafiador, porém se no seu consultório só há você e um, ou, dois funcionários, é totalmente factível que eles sejam tratados pelo nome. A forma como o funcionário de um consultório se comunica com o paciente precisa ser afável, empatica e com um grande sorriso no rosto, esse funcionário precisa sempre saudar o paciente quando ele chega e quando vai embora, bem como demonstrar que está disposto sempre para ajudar

Se o seu paciente teve facilidade para encontrar o seu consultório no Google e localizá-lo, além disso encontrou um ambiente agradável com uma ótima hospitalidade, sem dúvida nenhuma ele vai sair com uma imagem positiva do atendimento realizado.

O sexto passo é a espera do paciente na fila do atendimento, por isso é muito importante que a sua secretária contacte e explique a necessidade dele chegar com dez minutos de antecedência na consulta, o porquê disso? Porque uma das principais razões para a demora do atendimento na fila dos consultórios é o atraso do paciente e isso pode afetar a imagem que os seus pacientes tem do seu consultório, por isso é tão importante que ele chegue no horário acordado. Um fator muito importante para a sua organização são os 15 minutos de tolerância, logo a sua secretária precisa avisar os seus funcionários acerca desse tempo e se porventura o seu cliente ultrapassar esse limite de tempo, ele não deve ser atendido, porque é um atendimento que pode prejudicar todo o processo de atendimento dos outros pacientes.

O estudo “Patients’ time perception in the waiting room of an ambulatory emergency unit: a cross-sectional study” divulgado pela publicação britânica de medicina BMC Emergency Medicine e realizado na emergência ambulatorial dos Hospitais da Universidade de Genebra, na Suiça, mostrou através de uma análise estatística, que o tempo real de espera influencia significativamente a percepção do paciente e que os pacientes estão dispostos a aguardar em média até 1 h antes de considerarem a espera excessiva. O estudo também destaca que os médicos devem reduzir e tempo de espera ou agir sobre ele mudando a percepção de espera do paciente.

Bom, por hoje é só! Até a próxima!

Você sabe o que é Rapport? Neste artigo você vai descobrir como esse método pode fidelizar o seu paciente e atrair mais consultas para o seu consultório.

Quando pensamos em conexão podemos pensar em algumas coisas ligadas à área da tecnologia da informação, mas também podemos pensar na conexão que estabelecemos com as pessoas ao nosso redor, mais precisamente com os pacientes, no caso dos profissionais da saúde. E o presente artigo vai se debruçar sobre um tipo de conexão humana muito estudada na área da psicologia, o rapport!! A palavra rapport tem origem na palavra francesa rapporter, que significa algo como trazer de volta, o conceito nasceu na psicologia e é um método com técnicas para criar uma relação harmoniosa e com uma comunicação fluida entre duas ou mais pessoas.

Essa conexão é sobre empatia, humanidade, escuta verdadeira e atenciosa! E ela é muito importante na relação que você, profissional da saúde,  estabelece com o seu paciente? Sem esse tipo de conexão será muito difícil, praticamente impossível, estabelecer uma relação mais humana e quando você estabelece uma relação mais próxima com o seu paciente, ele entende você melhor, você entende ele melhor e a fidelização e a atração de novos pacientes vai acontecer no seu consultório ou clínica, porque bons profissionais da saúde costumam ser recomendados pelos seus pacientes. Não sabe por onde começar no rapport do seu consultório? Leia o artigo até o final e saiba mais sobre essa poderosa ferramenta da psicologia!

Segundo o médico português Pedro Ribeiro da Silva no artigo “A comunicação na prática médica : seu papel como componente terapêutico”, publicado na Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar , uma boa comunicação do médico com o paciente além de influenciar na aderência ao tratamento prescrito, ainda impacta a satisfação do paciente com a consulta. Diante do fato, que o artigo citado levanta, de que uma boa comunicação com o paciente contribui para a aderência deste ao tratamento, logo o rapport pode ser um grande instrumento que vai elevar a qualidade da comunicação que você vai estabelecer com o seu paciente no seu consultório ou clínica.

Você só vai precisar de muita empatia com o seu paciente, uma escuta verdadeira e espelhar o comportamento dele! Como assim? Não é nada sobre copiar os trejeitos dele, mas para gerar uma empatia é importante que você esteja na mesma sintonia corporal do seu paciente. Por exemplo, se ele está sentado com as mãos cruzadas em cima da mesa do seu consultório, você pode repetir a mesma ação! Isso vai contribuir ainda mais para aumentar a conexão entre vocês dois. Bom, agora que você já tem uma noção do que é o rapport, aqui vão cinco dicas para você criar essa conexão com o seu paciente e transformar definitivamente o seu consultório!!

 1 – Contato Visual

Olhe nos olhos do seu paciente e mantenha-se fixo nos olhos dele ou dela, porque essa simples atitude vai transmitir confiança, credibilidade e verdade! Além de você conseguir enxergar além dos olhos, será possível identificar se ele está mais a vontade ou mais nervoso!

2 – Expressão facial

Tão importante quanto estar atento aos olhos é estar atento ao que as expressões faciais dizem, por isso esteja atento às expressões faciais porque elas emitem mensagens que muitas vezes o paciente não vai passar na comunicação verbal e se por acaso o seu paciente sorrir, sorria com ele, sempre! Você vai perceber que o rapport aos poucos vai se construindo.

3 – Postura corporal

 Postura corporal é crucial porque ela emite mensagens, assim como as outras expressões, e ao conseguir perceber a postura corporal do seu paciente, será possível elaborar uma comunicação mais empática com ele, fazendo uso do espelho em relação a postura corporal do paciente será possível se conectar muito mais.

4 – Tom de Voz

Se o seu paciente fala em um tom de voz mais baixo, é muito importante que o seu tom de voz esteja no mesmo nível do tom de voz dele, se ele fala alto você iguala o seu tom de voz !! Assim ele verá você como semelhante e será possível estabelecer uma relação de amizade, porque o paciente quer ser amigo do médico, psicólogo, nutricionista ou qualquer outro profissional da saúde que o atenda, e isso é importante para a fidelização. Por isso acompanhe o tom de voz do seu paciente!!

5 – Gestos 

Discretamente acompanhe alguns gestos, porque isso vai ser importante para consolidar a sua conexão com ele e se por acaso você perceber que a algum gesto do seu paciente denota nervosismo, como mexer as pernas sem parar, por exemplo, busque escutá-lo ao máximo para saber o que está deixando ele nervoso e a partir disso busque sanar a dor do seu paciente.

Bom, por hoje é só! O rapport acontece quando você é simplesmente humano e se abre para compreender as dores do seu paciente e pensar como você, médico ou profissional da saúde, pode saná-las. Por isso a dica é escute, escute ao máximo e veja o rapport acontecer! 

Gostou do nosso artigo sobre rapport? Leia os outros artigos com dicas para profissionais da saúde no nosso blog e saiba muito mais sobre como transformar o seu consultório!! E por falar em consultório, como anda a modernização dele? A saúde 4.0 veio para ficar e em um futuro muito próximo ela não será mais um diferencial, será obrigatória! Por isso investir na modernização tecnológica do seu consultório é urgente!! Conheça todas as funcionalidades e potencialidades que oferecemos para você, médico e profissionais da saúde, no nosso site!!